Abusada

11/11/2010

"... e então enquanto esperava na sala
ela foi tomar uma ducha
já anoitecendo, perto das 19:00 horas
tomando um bom vinho
um vento gostoso friozinho entrando
por entre as cortinas
então ouvir o rangido de uma válvula
fechando, opa, lá vem ela...
minha surpresa, toda doce e cheirosa,
com um baby doll verde claro transparente
com uma calcinha branca de renda
linda e provocante
tirou o copo da minha mão
e sentou em cima de mim
prendendo minhas mãos contra o sofá
não deixando me mover
me beijava e dava mordidas em meu pescoço
por cima da roupa me apertava
louco de vontade não quis nem forçar
deixei ela me dominar
me possuir
o corpo dela ardia, nem parecia
aquele dia frio, o vinho que havia tomado
dominava meu sangue em ebulição
o desejo de tê-la e de satisfazê-la era enorme
ela então veio
com seu sexo em meu rosto, rebolava e
esfregava ela de leve em minha boca
mas não deixava eu a tocar
estava sendo sobrepujado
foi então que ela tirou devagar a calcinha
ali na minha frente os lábios queimavam,
vagarosamente, fui beijando, como se beijasse
a boca, fui passeando com minha língua por entre
a carne dela, seu volume estava lambuzada demais
ela suspirava e gemia sentindo minha boca quente
em contato com ela
olhava em meus olhos e gemia dizendo que me amava
eu retribuindo por entre lambidas, chupadas sem deixar
de também dizer que a amo
foi então que veio o espasmo, ela
apertava minha cabeça com força
e como se minha boca fosse um travesseiro
roçava em mim, esfregava com força
cada vez mais intenso
consegui sentir com minha língua entre
seu corpo serpenteando e retorcendo
que seu gozo veio, nossa como
ficou molhada, parecia que havia derramado
seu líquido em minha boca
ficou mais quente e aos poucos foi
deixando seu corpo mole
entregue ao orgasmo...

continua...

You Might Also Like

3 comentários