Amor, fazer amor...

10/29/2014

Não venha me dizer que transar, fazer sexo, trepar é a mesma coisa que fazer amor.
Não, não e não.
Fazer amor envolve tempo, envolve sentimento, não é feito de qualquer maneira.
Envolve delicadeza, palavras suaves, suspiros e carícias.
Envolve troca de olhares, envolve cabelos roçando no rosto e no peito.
Envolve entrelaçar os dedos, envolve as mãos sentindo cada milímetro de pele de
forma única.
Não me venha mencionar que fez amor com alguém sem esses detalhes.
Você não fez amor, você fez sexo.
Pode parecer sentimentalismo, e realmente é, mas são coisas diferentes.
Não vou dizer que em um relacionamento também não ocorra sexo desta maneira como estou
tentando colocar, sei que envolve, e sei que é bom também, faz parte do equilíbrio.
E sim fazer amor nem sempre se refere a execução do ato de penetração e orgasmo, fazer amor em sua plenitude pode ser uma noite de sensualidades e toques que deixam ambas as partes maravilhadas, entre beijos, toques, sussurros e olhares.
Faça amor da forma que mencionei, sem se preocupar com o orgasmo, com o gozo, faça amor de verdade como coloquei nesse texto e você verá que em breve fará sexo só pra dar aquela variada.


You Might Also Like

0 comentários