amor

Não sei ao certo...

12/31/2011

Labirinto de incertezas
Meu coração não seguiu intuição
sonhou demais
iludido se entregou, machucou-se...
Desiludido, retoma a caminhada
passos lentos e inseguros
vão ficando pelo caminho...
Na poesia, escreve os sentimentos
revive as lembranças...
Busca a cada dia, um novo alento
acalanto para suavizar
alma entristecida ...
Meu coração deseja viver
sair ileso do labirinto de incertezas
que o amor edificou em mim



amor

Mulher cheia de desejos...

12/30/2011

Ele devorou-me
... com sêde e fome,
mordidas
sexo
desejos
vibrações
corpos insanos
profanos
inteiro
forte
fundo
entrelaçados
dentro da minha carne
suspiros
carícias
gemidos
besos calientes
molhados
sufocando-me de GOZO
abrindo minhas entranhas
fincando o seu MASTRO!
percorrendo minha geografia
abocanhando-me deliberadamente
liberando-me ao deleite
de todos os meus sentidos,
envolvendo-me
movimentando-me
de maneira agitada
seduzindo
alimentando meu tesão
no calor do seu corpo
no quarto éramos
apenas nós dois
buscando a vertente do prazer
queimando feito brasa
e sob os lençóis desarrumados
atrevidos
olhos nos olhos
fervia ainda mais
a vontade de querer ele
mais fundo dentro de mim
por uma,duas,três,quatro vezes
fazendo a ronda pelo desconhecido
encharcava-me de carinhos
e com as mãos tocava
meus lábios e dizia: Karol Bovary
eu gemendo,
encontrei-me e me perdir
e em cada toque enlouqueci
saciei meus desejos e vivi
uma noite de prazer
de fantasias
totalmente atraída
seduzida,
sem pudor e sem restrições
apenas ao toque
dos lábios e línguas
extasiada na medida certa da luxúria
entrei em combustão
incendiou meu corpo
e com fúria incontrolável
me envolvi com o paulistinha
nerd e cheio de FOGO
que teve de partir
se retorna,eu não sei
mas,enquanto isso
eu vou seguindo
admitindo
que uma surra levei...



amizade

Você não percebe...

12/29/2011

Flui, suavemente, a melodia
romântica,
em meio ao burburinho das falas
e dos movimentos
agitados.

À beleza da arte
se impõem, mais fortes, 
o som cascateante
das risadas despreocupadas
e o ruído berrante 
dos carros passageiros.

E a mensagem de amor,
buscada fundo na alma sensível
do compositor,
se esvai, perdida,
inaudita ,
à deriva no espaço e no tempo, 
sem encontrar
alguém que a receba,
sem descobrir
alguém que a entenda,
sem alcançar
alguém que a desfrute.

A música
já não comove os espiritos
antes sensíveis. 
O luar
já não encanta os olhos
antes deslumbrados.
E o amor
já não preenche os corações
antes apaixonados...




amor

Saudades do que não tive...

12/29/2011

Que saudades!
Como pode alguém sentir saudades do que nunca houve?
Como pode alguém sentir saudades do que nem viveu?
É como estou hoje,
Com saudades!
Morrendo de saudades dos sonhos que criei,
Chorando de saudades das horas que imaginei,
Das histórias que sonhei.
Hoje estou assim,
Querendo que o tempo vá para onde eu quero,
Para onde ele nunca esteve.
Mas a saudade é tanta que me paralisa,
É muita saudade
E nem aconteceu
E nada eu vivi.
Como se pode sentir saudades de uma época que não existiu?
De fantasias e de promessas que nunca se concretizaram?
Por que sentir saudades de um futuro inventado
quando há um presente imenso para se viver?
Mas não se manda no coração.
O coração é pretensioso e quase sempre faz o que quer,
A razão até tenta dominar,
Mas raramente consegue.
E por causa do coração a gente faz um monte de besteira
E fica esperando, esperando…
Esperando que tudo volte a ser como antigamente…
Ou pior,
Que tudo seja como criamos em nossos sonhos mais recorrentes.




amor

Primeira vez, amor...

12/23/2011


Na primeira noite foi apenas um olhar
Um simples olhar, nada mais
Mas teu rosto, o sorriso dos teus olhos
ficaram guardados dentro de mim...

Na segunda vez, um olhar
e um sorriso de satisfação
Uma surpresa gostosa ficou estampada
No meu rosto e no teu rosto também....

Na terceira vez, um olhar
e um sorriso não foram suficientes...
nos aproximamos, meio tímidos
poucas palavras pronunciadas...

Desta vez ficou estabelecido o próximo encontro
Um lugar especial para você: sua praia...
Cheguei cedo para não perder a hora
E fiquei ali contemplando as ondas do mar.

Sonhei acordado com teu sorriso,
Tua voz rouca e doce
ainda soava em meus ouvidos...
Senti medo de nunca mais vê-la...

Até que a mesma voz me acordou...
Era você que se aconchegava ao meu lado,
Contando detalhes de sua vida
Como se fôssemos velhos amigos...

Foi uma tarde especial para mim
Parecíamos duas crianças
construindo castelos de areia
para depois deixarmos as ondas carregarem...

A tarde já virava noite e meu coração estava triste.
Nosso tempo correu como raio...
Toquei teu rosto desejando ficar ali mais um pouco
Até que um beijo aconteceu...

As ondas do mar como testemunhas
De um novo amor que nascia...
Na despedida, uma promessa
De um novo reencontro!


desejo

Sabor do desejo...

12/15/2011

"Saboreio-me de suas delicias...
Seduzo-me nas suas investidas...
Entrego-me em... suas loucuras...
Mergulho-me em sua cobiça...
Corpos ardentes em chamas clamam
Navegam onde as mãos chamam.
Assim, entregamos loucamente
Sem pudor, num fulgor latente
Em cada parte do corpo tocado"

Adriano Ferris

amor

Beleza nos olhos de quem ama...

12/04/2011

Nem sempre a beleza está contida nas coisas ostensivas. O que parece lindo aos nossos olhos pode na verdade não ser. Somos condicionados a achar bonito aquilo que o mundo considera bonito. Assim, corremos o risco de viver classificando as pessoas como belas e feias. A pergunta a ser feita é esta: o que é ser belo? O que é ser feio?Os padrões de beleza vistos por aí na verdade não passam de uma maneira disfarçada para despertar o consumismo. Gastamos “rios” de dinheiro para ficarmos parecidos com o outro. Perdemos nossa identidade. Copiamos para ficar na moda. Imitamos aqueles que no fundo gostariam de ser diferentes. A pessoa bela é aquela que se permite ser ela mesma. Muda o que pode ser mudado, mas não vive na paranóia do corpo perfeito. Cada pessoa é linda na sua essência. Deus não nos fez iguais. As diferenças realçam o que temos de melhor. Somos atraídos pelo diferente. Viver ao lado de uma cópia de si mesmo deve ser estressante.Pra mim, ser feio é fingir ser que não se é para agradar os outros. O feio sabe disso. Não se cansa de procurar “modelos” para copiar e nunca está satisfeito com o que já conseguiu. Quer sempre mudar algo em seu corpo. Segue o que os outros seguem. São folhas levadas pelo vento. A beleza não está (somente) na forma do rosto, na estrutura do corpo. Uma pessoa é bela quando tem a capacidade de mostrar para os outros o seu melhor, sem se comparar a ninguém. O belo não se preocupa em estar na moda, porque sabe que a moda passa. O belo concentra sua beleza nas coisas simples, vistas somente por quem conseguiu encontrar seu espaço neste mundo formado por pessoas diferentes. Quem é bonito pra mim, pode não ser tão belo assim pra você. “A beleza está nos olhos de quem vê” (Augusto Cury). Quando aprendermos a respeitar as diferenças poderemos crescer como pessoas e entenderemos enfim que o diferente não me diminui: o diferente me completa.


amor

Te amar novamente...

12/03/2011

Fogem as palavras quando preciso descrever meu amor e minha paixão por você.
Eu te amo todo dia um pouco mais, com mais intensidade, com mais beleza , com mais maturidade.
Ah, não dá para ficar longe de você.
Você completa todos os espaços da minha vida.
Você preenche a minha vida com a sua presença, com o seu carinho, com o seu olhar, com a sua voz.
Ah, como eu amo você.
Amo seus detalhes, seus defeitos, afinal sem eles você não seria você.
Ah, eu amo você com tudo o que você é.
Não importa se nossas qualidades e defeitos nos diferem, não importa nada, só que eu te amo.
Ah, Eu amo tanto você.
Eu amo estar com você, ouvir a sua voz, sentir a sua respiração, alisar seus cabelos.
Eu amo tudo em você, porque você é a pessoa que Deus fez sob medida para mim.
Só você poderia completar tão bem a minha vida!!
Eu te amo muito!!



amor

Êxtase...

12/02/2011

Fecho os olhos e fico a fantasiar...
Minhas mãos a deslizarem sobre ti
Aos poucos, teu corpo descobrir
Sentir, admirar, tocar...

Um beijo nos olhos, um afago no nariz
Na retina começam a brotar imagens loucas
Daí vem o desejo de te desnudar, beijar tua boca
Gritar para quem quiser ouvir: sou feliz!

Minhas mãos em teu corpo seguem o passeio
Descem e tocam suavemente os teus seios
O prazer, começo então a vislumbrar

Já quase em êxtase, transpirando carinho e ternura
Meus olhos se abrem e desperto dessa doce loucura
De te imaginar, te desejar e não poder te amar




amor

Segredinhos do corpo dela...

12/01/2011



SEIOS
Atenção máxima aqui: trata-se de uma área muito delicada e, por isso, cheia de particularidades. Um dos grandes desserviços prestados a essa parte do corpo talvez tenha vindo de um verbo: o chupar, que acabou vitimando também aquilo que está ao sul do equador. O garoto cresce e ouve coisas como “daria tudo pra chupar aquelas tetas” e acaba entendendo o comando literalmente. Chupar os seios dela, como quem suga uma caipirinha pelo canudo, não vai render a você muitos pontos na cama. Trate-os com carinho, beije-os, corra com os dedos e as palmas das mãos sobre eles, lamba-os: tudo — menos chupar. Outro erro comum é ir direto aos seios nem bem a rotina sexual teve início. Resista à tentação. O ideal é não manuseá-los logo de cara. Deslize a mão pelo tórax dela, vá até a barriga, acaricie entre os seios, passe os dedos pelos mamilos sem permanecer por ali muito tempo. Comece tocando o bico dos seios com a sua boca ou a ponta dos dedos ainda por cima do tecido da blusa. Para a mulher o jogo de toques é muitas vezes tão forte quanto o ato em si.

Quanto ao bico, morder ou lamber? Depende. Tem quem prefira ser mordida, tem quem prefira ser lambida, tem quem goste de ambos. Proceda delicadamente entre os dois caminhos, por tentativa e erro. Você perceberá qual dos dois procedimentos ela melhor responde. De qualquer forma, exagere na saliva, que vai funcionar como lubrificante. Quanto mais você deslizar seus dedos pela boca e pelos seios dela, maior será o prazer. Não existe um manual que liste os movimentos preferenciais pela ordem em que devem ser executados. Tudo vale, tudo pode, desde que ela esteja gostando. Não se prenda a uma ordem fixa de execução. Vamos supor que beijar os seios seja número um; beijar a vulva, número dois; penetrar o canal, número três. Faça 1, 2, 3; depois 2, 1, 3; 3, 2, 1, e assim vai. Beije os seios dela como se fossem uma boca, deixe a língua mole e lembre-se: seja delicado sempre, exatamente como gostaria que ela fosse com seu saco escrotal.

A VULVAEis aí um dos grandes mistérios da humanidade: a parte externa do órgão sexual feminino. E uma verdade: é infinitamente mais difícil para uma mulher gozar dentro do canal vaginal do que fora. Claro que existem aquelas que não apenas são capazes de chegar ao prazer quando são penetradas, como até preferem esse sensação interna ao gozo fora do canal. Mas, acredite, é muito, muito raro encontrar essa fêmea por aí. Mais raro ainda é encontrar uma mulher que não goste de ter seu clitóris estimulado. Regra número um: nunca, em hipótese alguma, ignore a existência desse ponto mágico durante uma relação sexual. Esquecer do clitóris é o caminho mais curto para o fracasso completo na cama. Se você não sabe exatamente onde fica, é muito fácil localizá-lo. Fica estrategicamente colocado no extremo norte da vulva. Pelo tato, ele vai ser o ponto mais rígido dessa região.

Quando a mulher está excitada, ele muda ligeiramente de cor e cresce em tamanho e volume. Um erro recorrente é estimular a mulher no clitóris e, sem se preocupar com o fato de ela ter ou não gozado, sair para poder penetrá-la. Mais uma vez, não basta localizá-lo, reconhecer sua existência e sair sem que ela tenha gozado. Uma vez lá embaixo, só saia depois que ela tiver visto estrelas — ou com a clara intenção de retorno. Para que as sensações dela sejam mais fortes, o clitóris precisa estar bem lubrificado. Quanto mais os dedos deslizarem pela área, mais ela vai apreciar. Uma vez passeando pelo clitóris e redondezas, não faça muita pressão, mas também não toque muito de leve. Para saber exatamente que força usar, mexa com carinho, prestando atenção às reações dela: sons e linguagem corporal. Você, mais uma vez, será por ela guiado.

Algumas mulheres preferem gozar ali antes de ser penetradas. Outras gostam de “aquecer” a transa tendo o clitóris estimulado para então ser penetrada e, depois, novamente tocadas por seus dedos e língua. Seja como for, o fundamental é não dar a transa por encerrada antes que ela tenha gozado “fora”. Beije a vulva como se fosse uma boca, use todo os dedos como se estivesse tocando um piano (mantendo sempre um deles no clitóris ou muito perto dele, use apenas um dos dedos no clitóris enquanto beija o restante da vulva: tudo vale, desde que ela esteja respondendo bem aos seus comandos). Quando a hora de gozar estiver se aproximando, se concentre no clitóris. Se a língua estiver ali, deixe que alguns dedos toquem áreas vizinhas, principalmente pelos pontos ao sul do clitóris e em volta do canal vaginal: essa é uma das zonas mais erógenas da mulher. Quando ela finalmente gozar você saberá, por que sua cabeça provavelmente será espremida entre as pernas dela. Resista. Quando ela não quiser sua presença lá embaixo, vai puxá-lo, jogá-lo ou fazer um movimento que deixe isso muito claro. É assim que funciona.

PENETRANDOO prazer que sentimos com a penetração é muito distinto daquele que sentimos quando somos estimuladas na vulva e no clitóris e que, por sua vez, é muito diferente do que algumas mulheres experimentam no ânus. Não há melhor ou pior. Embora haja mulheres que gozem internamente de forma rápida, a maioria de nós não tem esse privilégio. O que fazer, então? Antes de mais nada saiba que, mesmo sem a apoteose, a penetração é apreciada. Quando penetradas, temos a habilidade de sentir uma série de sensações que, se não são o clímax, ficam muito perto disso. Calma. Acredite, para a mulher, nem só o gozo salva. Mas é claro que tudo fica mais gostoso quando o aquecimento foi prolongado, os seios prestigiados, a vulva tratada com carinho, o clitóris estimulado. Não há mulher que saia satisfeita de uma transa durante a qual ela foi apenas e tão-somente penetrada.

ELA FINGIU?
Como saber se ela realmente gozou? Sinto muito, não há alternativa aqui. A verdade é que sabemos fingir magnificamente. Viemos ao mundo com equipamento de fábrica para isso. Ao contrário de você, que termina o ato com a prova do crime nas mãos,  o nosso caso é absolutamente abstrato, interpretativo e subjetivo. Somos capazes dos mais dramáticos gritos, gemidos, contorcionismos, tudo para fazer você acreditar que nós chegamos lá. Tem mais: toda mulher, cedo ou tarde, já fingiu. E existem chances de você ter sido a vítima da vez. Por que fingimos é a questão? Porque já tivemos o suficiente, porque estava tarde, porque estávamos com preguiça de continuar. Os motivos são vários, e nem sempre pessoais. Por isso a primeira regra é não ficar divagando sobre “será que ela fingiu?”. Até porque o fato de termos tido que apelar para a interpretação não quer dizer que o sexo tenho sido ruim. Temos a capacidade de sentir nove vezes mais prazer que você. E, a bem da verdade, às vezes fingimos para que você se sinta melhor.
Pode parecer um conceito alienígena, mas ficamos sinceramente preocupadas com o impacto psicológico que aquela transa terá sobre nosso objeto de afeição. Em outras palavras, também fingimos para o seu bem. A tal da “boa mentira”. Ou será que você preferia um tapinha nas costas no meio do coito: “Querido, deixa pra lá,  hoje você não vai me levar muito longe mesmo”? Pois é, como vimos, mulher dá um trabalho desgraçado. Mas é também por isso que somos seres mais interessantes e enigmáticos. E, como você talvez saiba, poucas coisas na vida se comparam a agradar uma mulher plenamente na cama. Portanto, arregace as mangas e invista em cada transa como se fosse a última. Se você agir assim, sua inspiração dificilmente precisará fingir.


amor

Se as mulheres soubessem...

11/30/2011


1. Fale o que  pensa. Não é por mal, mas não somos muito bons com indiretas;
2. Quando fizermos uma cagada, fale – uma vez;
3. Eu sinto tesão por você, não pela sua prima ou pela sua vizinha;
4. Manere nas sua sobrancelha. Uma linha fina em cima do olho não é bonito;
5. Você fica extremamente sexy com aquele seu pijama velhinho de algodão;
6. Não tenha medo de dispensar a maquiagem – natural é sempre mais sexy;
7. Vocês mentem muito mal quando dizem que está tudo bem – nós sabemos que não está, só não sabemos o que aconteceu;
8. Você pode me chamar pra transar a hora que quiser. De verdade;
9. Masturbação me dá 1/10 do prazer que sinto no sexo com você. Acredite;
10. Não tem som melhor no mundo do que ouvir você tendo um orgasmo;
11. Quando vocês ficam bravas com coisinhas pequenas e insignificantes, nós questionamos sua inteligência;
12. Se eu te dou opinião quando você está se arrumando, significa que você está muito atrasada;
13. Não me peça pra te ajudar a escolher com qual roupa vai sair. Eu provavelmente vou fazer umaescolha ruim e a gente vai se atrasar ainda mais;
14. Mas me dar duas ou três opções de roupa já são outros 500, desde que você troque de roupa na minha frente. Bem devagarzinho;
15. Adoramos quando vocês fazem rabo de cavalo;

16. Celulite ou langerie feia só nos incomodam se estiverem em um estado muito crítico;
17. Uma passada de mão inesperada é sempre bem-vinda, até em lugares públicos.Principalmente em lugares públicos;
18. Você pode escolher o filme, mas tem que ter um motivo para querer vê-lo;
19. Quando você me chama no chat do trabalho “só pra falar um oi” eu não estou realmente prestando atenção – estou checando meu email;
20. Não espere que tenhamos uma conversa por SMS, a não ser que inclua a palavra“esperando” e “pelada”;
21. Sempre que quiserem cozinhar, irão nos fazer feliz;
22. Nós temos um alarme de perigo iminente que sempre dispara quando vocês perguntam: “Você acha aquela mulher bonita?”;
23. Não confie na gente para mantê-las atualizada sobre as fofocas;
24. Não, eu não me lembro o que ele disse depois. Nem o que ela disse. Nem me lembro do homem de camisa roxa perto da porta. Somos ruins em detalhes;
25. Tenha opinião própria, não me pergunte se está gorda se já sabe a resposta;
27. Não grite, nem com suas amigas. Isso não é legal, mesmo;
28. Aprenda a jogar videogame, nossos finais de semana teriam uma emoção a mais;
29. Às vezes, nós nos perguntamos porque mulheres tão incríveis querem ficar com a gente, seres tão inferiores. Então, obrigado mais uma vez.

amor

Se os homens soubessem...

11/30/2011


1. Presentes fora de hora significam mais amor e mais boquetes. Inclusive os mais simples.
2. “Legal” não é a resposta que queremos ouvir quando perguntamos se estamos bonitas.
3. Nós gostamos de ser surpreendidas com beijos, sem que isso signifique ir para cama depois de dois minutos.
4. Nós sempre esperamos uma ligação e sentimos falta quando você não dá sinal de vida durante o dia.
5. Um bom sexo oral pode ser a diferença na classificação entre um “ótimo sexo” e um “sexo meia-boca.”

6. Nós ficamos desapontadas quando nos arrumamos toda pra sair e descobrimos que você vai com a camisa de ontem e de chinelo.
7. Deixe para correr e tirar finas dos carros quando estiver sozinho. Nós dispensamos esse tipo de emoção.
8. Não ache que arrasa com sua performance “britadeira” no sexo. É preciso muito mais para nos dar prazer.
9. Nós ficamos desequilibradas antes e durante a menstruação, mesmo sem motivo algum. Aprenda a conviver com isso.
10. Nós iremos questionar a sua masculinidade quando percebemos que você prefere assistir ao jogo ou jogar vídeo game do que transar.
11. Você não precisa pagar a conta no primeiro encontro, mas saiba que vamos te achar mão de vaca.
12. Consulte uma amiga ou um amigo gay quando for comprar um presente.
13. Por mais desencanadas que sejamos, nós não queremos sentir o cheiro do seu pum ou o barulho do seu arroto. Principalmente dentro do carro.
14. Você fica sexy se barbeando, consertando alguma coisa, usando camiseta branca com jeans ou dirigindo.



15. Queremos ouvir o que vocês sentem. Se esforce e fale mais.
16. Nós gostamos de discutir sobre sexo. Respostas como “foi gostoso” não bastam.
17. Se não nos sentimos amadas e valorizadas, nosso botão de “caça” é ativado automaticamente. Só leva um minuto.
18. Unhas compridas machucam – mantenha-as curtas.
19. Nós gostamos de mandar SMS e emails durante o dia – por favor, responda-os.
20. Nós consideramos traição qualquer coisa que você faça/pense/fale com outra que não gostaria que soubéssemos.
21. Barba começando a crescer irrita a nossa pele. Tire tudo ou deixe um pouco maior.
22. Você não precisa engordar, parar de usar perfume ou não fazer mais a barba depois que começamos a namorar. A concorrência é forte.
23. Se você fica com preguiça de fazer carinho, nós ficamos proporcionalmente com preguiça de fazer boquete.
24. Entre bombons, flores e ursinhos de pelúcia, nos dê um sapato.



25. Não explique uma traição dizendo que “não teve importância”. É horrível ser traída por algo “sem importância”.
26. Para nós não importa tanto o tamanho do seu pau, desde que ele seja maior que um OB. A performance conta muito mais.
27. Nós quase sempre sabemos quando estão mentindo – aprenda que temos um sexto sentido mais desenvolvido do que o de vocês.
28. Nós precisamos de preliminares e não vamos ficar suficientemente molhadas se você não caprichar nessa parte. Quanto mais, melhor.
29. Nós gostamos de sexo selvagem -  mas queremos dormir de conchinha e ganhando cafuné na cabeça depois.



30. Nós temos o maior prazer em fazer um boquete – desde que seu pau esteja cheirosinho e que você nos recompense depois.
31. Mulheres pegam infecções urinárias com muita facilidade. Esteja sempre com o pau e os dedos limpos.
32. Nós adoramos ser elogiadas. Vale qualquer coisa: da cor do esmalte ao roteiro que escolhemos para as férias.
33. Não peça para escolhermos onde vamos no primeiro encontro. Nós gostamos de ser levadas pra sair.
34. Sim, nós temos senso de direção ruim e odiamos mapas e vagas apertadas. Se ofereça para estacionar invés de ficar botando defeito.

retirado do site casalsemvergonha

comentário

Sexo na Adolescência

11/30/2011

"A adolescência chega e muitas vezes com ela as primeiras experiências sexuais. Nem todo mundo sabe, mas o despertar da sexualidade nada tem a ver com a genitalidade, normalmente acentuada nesta fase da vida. Quando o ser humano nasce, já começa a desenvolver sua própria sexualidade. Entretanto, em uma sociedade que erotizou o sexo, incentivando sua prática a qualquer custo, as pessoas perderam o referencial. Muitas acreditam que os únicos riscos do sexo são físicos, como uma gravidez indesejada ou a contaminação pelo vírus HIV. Os especialistas, no entanto, alertam que viver plenamente as experiências sexuais pode trazer outros problemas: traumas que, sem tratamento adequado, serão carregados por toda vida".

Sexualidade é Vida

A sexualidade será sempre a associação da própria genitalidade, do carinho, do afeto, do amor e, principalmente, da comunicação. Nem sempre, sua manifestação se dará entre amantes. "De maneira alguma, a sexualidade quer dizer apenas a relação sexual, a penetração ou a simples preocupação com os genitais. Ela é algo mais amplo, que passa a existir com o nascimento do indivíduo. Sexualidade significa vida", esclarece o Dr. Leonardo Goodson, ginecologista com especialidade em Sexualidade Humana.

Sexo e Idade

O médico explica que as características dessa sexualidade são variadas conforme a idade. Nas crianças com idades entre zero e 18 meses, começa o processo de aprendizagem da identidade homem/mulher e dos papéis sexuais. "Neste período, a criança passa a lidar com a representação cultural do que é ser homem ou mulher. É nessa fase que o bebê começa a experimentar o próprio corpo e a ter as primeiras experiências sexuais, ganhando intimidade e confiança principalmente com a própria mãe", explica o ginecologista.

A apreciação e o exame dos próprios genitais ocorre entre os 18 meses e os três anos de idade. Depois disto, até os quatro anos, a criança tem sua própria explicação sobre a origem dos bebês, sendo capaz de assimilar atitudes sexuais - negativas ou positivas - do meio onde vive. Entre cinco e seis anos, a criança apresenta idéias fantásticas de como os bebês são gerados. É neste período, que o outro começa a ser incluído nos jogos sexuais. "A partir dos sete anos, apesar do interesse em assuntos sexuais, a criança fica retraída com os contatos mais íntimos. Mesmo assim, mantém brincadeiras sexuais com crianças do mesmo sexo", lembra o médico.

Adolescência

As profundas transformações da puberdade começam aos 10 anos, quando a criança conhece também a prática da masturbação. A partir de então, acentua-se o desejo de relacionamento com o outro. O Dr. Leonardo Goodson explica que, normalmente, os adolescentes com 14 anos têm um amigo íntimo e canalizam o erótico para histórias, confidências e piadas. Com 15 anos, ocorre a abertura para a heterossexualidade e o adolescente começa a ter sua identidade sexual afirmada. "Dos 17 aos 23 anos, essa identidade é consolidada e o jovem passa a ter um objeto amoroso único, com quem mantém intercâmbio amoroso. Neste período, ele passa a dar e a receber", detalha o Dr. Goodson.

É a partir da adolescência que o jovem começa a se preocupar com os riscos trazidos pela Aids. A desinformação costuma reforçar os preconceitos. Segundo o Grupo pela Vida, do Rio de Janeiro, algumas situações vividas entre duas pessoas não trazem ameaça de contaminação pelo vírus HIV. Trocar beijos e carícias; apertar as mãos; ter contato com suor, lágrima e saliva; usar os mesmos pratos, talheres, copos, vasos sanitários ou assentos; não significam riscos. "A preocupação é justificável, mas nos esquecemos que a convivência com um soropositivo pode ser saudável, sem que nos tornemos preconceituosos", alerta o médico.

Riscos Orgânicos e Prevenção

A Aids não é o único risco trazido com o início de uma vida sexual ativa, apesar de ser o mais temido. A gravidez indesejada e a contaminação por outras Doenças Sexualmente Transmissíveis (DSTs) também merecem atenção. "A pílula e a camisinha não são as únicas formas de prevenção. Existem outros métodos que podem ser adotados, desde que haja o acompanhamento de um médico ou orientador sexual. Quando se pensa em adolescência, as recomendações mais comuns são a pílula para a gravidez indesejada e a camisinha para as DSTs", explica o dr. Goodson. Para evitar a gravidez, é possível adotar ainda métodos como o coito interrompido, a temperatura basal e a tabelinha. No entanto, são opções menos confiáveis. Os métodos chamados de barreiras são os preservativos masculino e feminino, o diafragma e o Dispositivo Intra-uterino (DIU). Há ainda os anticoncepcionais orais (pílula) e os injetáveis (mensal e trimestral), além da laqueadura tubária e a vasectomia.

Erotização e Virgindade

A sociedade erotizada chama a atenção para os riscos físicos do sexo, esquecendo-se de outro ponto que é tão importante quanto a saúde do corpo: a mente sadia. Atualmente, a mídia tem sido o meio mais feroz de incentivo à vida sexual. No entanto, este incentivo tem uma proporção infinitamente mais voltada para o lado negativo. "Na televisão, por exemplo, são muitas horas voltadas para o desrespeito ao próximo, para o incentivo de receber mais do que dar; e poucos minutos de orientação sexual adequada, principalmente para os adolescentes. É preciso lembrar que sexo é bom, quando é bom para os dois", opina o ginecologista. Um dos exemplos de erotização diz respeito à forma como a sociedade encara a virgindade. O médico explica que ser virgem não significa de maneira alguma estar fora do mundo atual, mas estar em um momento de reflexão. "A pessoa virgem ainda não se sente preparada para enfrentar a relação sexual com a maturidade que ela merece. E isto independe da idade", orienta.

Como as pessoas desconhecem este verdadeiro sentido da virgindade, torna-se antiquado ser virgem. Atualmente, muitos adolescentes preferem dizer diante da turma que já tiveram a primeira relação sexual, para não ser massacrados diante de comentários e piadas dos colegas.

Hímen

"A virgindade é simbolizada pela perda do hímen pela mulher e pela primeira relação sexual do homem. Mas ela precisa ser vista de forma mais ampla. A virgindade será sempre perdida quando iniciarmos um novo relacionamento, independente de ser o primeiro ou não", afirma o Dr. Goodson. O médico defende que o hímen não direcione o que é ser virgem e, sim, o contato com um novo parceiro, que sempre vai representar uma nova descoberta. Assim, ao longo da vida, a pessoa estará sempre perdendo a virgindade a cada novo encontro.

O ginecologista detalha que estar maduro para a primeira relação sexual é compreender o que ela significa e saber lidar com os problemas que ela pode trazer. A gravidez indesejada, as DSTs e os problemas relacionais são algumas das dificuldades que podem aparecer. No entanto, vivido de forma adequada, o sexo possibilita que a pessoa usufrua de imensos prazeres.

Compreensão Traz Maturidade

A falta de compreensão de como a sexualidade e o sexo devem ser encarados traz inúmeros riscos - orgânicos e psicológicos. "A gravidez indesejada, as DSTs, a insatisfação pessoal, o arrependimento, as disfunções sexuais tardias e as dificuldades no relacionamento são alguns desses riscos", diz o médico. O profissional orienta que todo passo na vida deve, se possível, ser planejado, diminuindo as chances de se tornar um problema. Minimizar esses riscos será sempre uma responsabilidade de cada indivíduo, que deve buscar a orientação adequada, por meio de profissionais de saúde, professores de orientação sexual, livros especializados e a própria compreensão. "Entender a si mesmo será sempre algo significativo para adquirir a maturidade necessária para a vida", lembra.

Traumas

O trauma psicológico aparece sempre que a pessoa se inicia em qualquer área sem estar preparada. Os problemas psicológicos futuros, neste caso, são inevitáveis. No caso sexual, a iniciação inadequada pode refletir na conduta dos anos seguintes, trazendo ansiedade durante a relação sexual, disfunções e dificuldades no relacionamento. Todos estes problemas influenciam no cotidiano, porque o sexo faz parte da vida e, como tal, é primordial que seja bem vivenciado.

Conflitos

Para algumas pessoas, as experiências sexuais só ocorrem anos mais tarde, apesar de a adolescência ser um momento da vida em que a própria biologia leva ao envolvimento sexual. Para quem ultrapassou esta fase e não vivenciou o sexo, o risco de conflito é grande. No entanto, se a pessoa está bem consigo mesma, lembrando que a sexualidade envolve afeto, carinho e comunicação e não apenas genitalidade, não haverá problemas. Se existe o conflito, é necessário buscar ajuda profissional. O indivíduo deve buscar o equilíbrio da vida sexual, parando de exigir de si mesmo uma atitude que não pode ser assumida naquele momento. 



desejo

Conquistando uma mulher...

11/26/2011


1. Puxe assunto com a mulher que você deseja conquistar

- Fique próximo a área do bar, onde o som estará mais baixo e você conseguirá conversar com a mulher. Pistas de dança são impossíveis de conversar.
- Não fique bêbado.
- Quando você vir um grupo de amigas, faça parecer que você acabou de vê-las, e espontaneamente pergunte algo para elas ou faça algum comentário sobre a música, bebida, festa.
- Demonstre estar genuinamente interessado na resposta delas. Não é hora para fazer cara de tarado e ficar olhando os peitos das garotas.
- Procure iniciar a conversa o mais rápido possível, utilizando a Regra dos 3 Segundos, e evitando assim que tenha ansiedade de aproximação.
- Jamais ignore as amigas de seu alvo. Sem a simpatia das amigas, você não chegará muito longe.

2. Gerar atração é a sua primeira arma de conquista

- Assim que você for aceito no grupo, a atração deve começar imediatamente.
- Provoque o seu alvo, dê um apelido para ela, por exemplo.
- Conte algumas histórias interessantes sobre você. Se tiver humor no meio, melhor ainda.
- Seja um cara espontâneo e natural, sem parecer muito esforçado.
- No início, você vai falar a maior parte do tempo. Não deixe o grupo ficar em silêncio porque você não tem o que dizer.
- Assim que ela mostrar alguns sinais de interesse, é hora de qualificá-la.

3. Seduza através dos elogios certos

- Ela te forneceu indicadores de que está interessada em você, você deve retrubuí-la, mostrar seu interesse também.
- Qualificar não é dizer que ela é a criatura mais linda do mundo e que você quer fazer sexo com ela. Aliás evite fazer elogios sobre a aparência física dela.
- Uma boa forma de qualificar é encontrar características nela que você admira. Se ela é uma garota simpática, parece estar sempre se divertindo, diga isso para ela.

4. Crie conexão emocional

- É neste momento que vocês passam a conhecer melhor um ao outro, “qual o seu nome”, “o que você faz” etc.
- Mas ainda assim não faça a sua conversa parecer uma entrevista. Sempre que responder sobre sua vida, procure contar histórias interessantes relacionadas. E da mesma forma, estimule a mulher a a contar histórias sobre a vida dela. Assim, indiretamente um conhece o outro.
- Toque-a de forma natural e espontânea. Faça-a acostumar com o seu toque até que você escale fisicamente para o beijo. As mulheres são muito sensíveis ao toque, e ele pode ajudar inclusive a deixá-la mais excitada.
- É neste momento que você deve beijar, ou se não for possível beijar, pegue o telefone dela.
- Faça isso soar natural, e nunca demonstre estar fazendo tudo isso apenas para beijar a garota. Faça parecer que tudo aconteceu naturalmente.
Atrair lindas mulheres torna-se fácil, se feito corretamente

5. Saiba a hora certa de finalizar

- A fase da sedução aborda o momento em que estiver sozinho com ela, até a hora do sexo.
- Seu maior trabalho neste ponto, é deixar a mulher confortável com você, a ponto dela ir sozinha para sua casa, por exemplo.
- Normalmente o processo da sedução não acontece no mesmo dia em que você conheceu a mulher. A maior parte das vezes, será necessário que você marque um encontro com uma mulher, saia algumas vezes, telefone.
Retirado do blog Atitude de Homem