amor

Amor, fazer amor...

10/29/2014

Não venha me dizer que transar, fazer sexo, trepar é a mesma coisa que fazer amor.
Não, não e não.
Fazer amor envolve tempo, envolve sentimento, não é feito de qualquer maneira.
Envolve delicadeza, palavras suaves, suspiros e carícias.
Envolve troca de olhares, envolve cabelos roçando no rosto e no peito.
Envolve entrelaçar os dedos, envolve as mãos sentindo cada milímetro de pele de
forma única.
Não me venha mencionar que fez amor com alguém sem esses detalhes.
Você não fez amor, você fez sexo.
Pode parecer sentimentalismo, e realmente é, mas são coisas diferentes.
Não vou dizer que em um relacionamento também não ocorra sexo desta maneira como estou
tentando colocar, sei que envolve, e sei que é bom também, faz parte do equilíbrio.
E sim fazer amor nem sempre se refere a execução do ato de penetração e orgasmo, fazer amor em sua plenitude pode ser uma noite de sensualidades e toques que deixam ambas as partes maravilhadas, entre beijos, toques, sussurros e olhares.
Faça amor da forma que mencionei, sem se preocupar com o orgasmo, com o gozo, faça amor de verdade como coloquei nesse texto e você verá que em breve fará sexo só pra dar aquela variada.


amor

Nosso sonho....

10/28/2014

Estava ali, delirante, extasiado,
seu rosto próximo ao meu, podendo ver seu sorriso,
sentir seu suspiro de sonho realizado,
a grama verde, o cheiro de rosas tão belas como seu olhar
o cheiro do seu vestido de noiva, de seu perfume de ocasião mais que especial
o seu cabelo preso de uma forma tão linda, tão única,
sua leveza de espírito, eu estava ali.
Suspirando junto com você, planos rolando a mil
em nossas mentes, trabalho, viagens, filhos, ser felizes.
O mais importante, ser feliz, te fazer feliz, e a cada dia mais te conquistar,
tornar nosso amor intenso, duradouro e cada vez mais verdadeiro.
Você é a realização de tudo que eu possa imaginar,
realizar esse sonho é especial para mim assim como para você,
mas para mim é magnífico, poder dizer que você é minha oficialmente,
não no sentido de posse, mas no sentido de termos um ao outro com
a benção de nosso Deus.
E fiquei ali um bom tempo segurando sua mão enquanto ríamos, sorríamos
ainda meio desacreditados de estar ali, os sons a nossa volta inaudíveis,
apenas nossos corações calmos batendo um pelo outro,
apenas a brisa movendo seu cabelo,
apenas teu sorriso me encantando.
Foi ali que realizei meu sonho, seu sonho,
nosso sonho.

amor

Olhar...

10/26/2014

O meu olhar fascina-te,
A minha voz domina-te,
O meu riso de menina,
Alma e corpo predomina.
A minha pele a te tocar,
Sentes que ela te faz transpirar,
Embrenhas-te no mundo de imaginar,
As minhas curvas, o desejo no meu olhar.
Não sou perfeita, não,
Sou sim um corpo em transformação,
Com encantos e sedução,
Sou alma e corpo em combustão.
O meu olhar faz o teu coração acelerar,
Irrompe por ti a dentro, a dominar,
Ficas ofegante sem saber o que pensar,
Sentes desejo de me ter, de me tocar.
O meu olhar não é indiferente,
É um olhar que te prende,
Que te faz amar-me loucamente,
Afinal é só um olhar transparente.
No meu olhar vês a minha alma,
Com ela sentes a paz a calma,
De um sentimento poderoso,
De um ser somente caloroso.
Que terá o meu olhar,
Será sedento de amar,
Que quererá ele enfeitiçar,
Talvez seja melhor não olhar,
Porque minha alma vêem espreitar,
Anseios, devaneios revelar.


amor

Meia Luz....

10/26/2014

Claridade dúbia, penumbra
Típico sinal de sossego
Indício da existência de sombra
Penso em cena romântica, planejo.
 
Ambiente perfeito para um clima a dois
Lareira acesa, mantas esparramadas
Almofadas colaboram e se somam, pois
Tudo fica perfeito, mãos espalmadas
 
Qualquer som nesse momento é agressivo
Sussurar é o máximo que se permite
Corpos jogados ao chão em lascivo
Em alinhamento aos ditames de Afrodite.
 
Na lareira, a lenha se queima
Mantendo a temperatura agradável
Coincide com o calor dos amantes
Que à meia-luz com luxúria se amavam
 
Castiçais acondicionam velas a se apagar
Com seus perfumes e cores a enebriar
Pessoas encantadas, felizes por se amar
Fizeram de tudo para cada um se realizar
 
Sensação de repouso vigora no ambiente
Relaxamento e prazer, notório de se perceber
Aqueles amantes, à meia-luz, reluzem
Felicidade e sublime amor traduzem
 
Pela janela só se percebe a noite escura
Sinal de longas horas, noite já se adentrou
E o casal, suado e saciado, se abraça
Curtindo o relaxamento que o prazer provocou
 
Ó meia-luz, que tanta inspiração gerou
Colaborou sem ter noção direta e de maneira óbvia
Com encanto, magia, sua pouco luz dourou
E Vênus, com ventre bendito, pronto para gerar um novo Ser ficou
 
Como é abençoada esta vida que vivemos
Com meia-luz criando ambiente perfeito
Que camufla tristezas, desgastes e pobreza
Pois não se pode ter mais riqueza e plenitude nesse momento de beleza.
 
Vida doce vida, de encantos e desencantos
É tão fácil ser feliz quando se quer de verdade
Acredito que só depende de quem procura
A sua meia-luz, em lugares incertos, com propriedade.
Um novo Ser veio ao mundo
Gerado numa noite especial
Casal que se amou de tal forma
À meia-luz, com sublime final
 
Abençoado seja este novo Ser
Que de sementes férteis e ricas se criou
Tem a sua frente toda uma vida
Espero que multiplique a fonte que lhe gerou.
 
Fonte de amor, carinho e compreensão
Que se soma, cresce e compartilha
Doce esperança que se repita
Noites de amor à meia-luz, que Vida.

Texto de Rosana Nobrega