12 de março de 2014

Deixa?

Deixa eu chegar devagar
Deixar minha mão escorregar pela lateral do seu corpo
Sentir cada curva
Cada pulsação
Deixa eu sentir seu calor
Morder seu pescoço
Apertar seus seios
Teu corpo contra a parede
Deixa eu te invadir com vontade
com respeito
e sem vergonha
Deixa eu te possuir
Já que você já me possui.


8 de janeiro de 2014

Tempo.... Amor....


Por muito tempo, eu pensei que a minha vida fosse se tornar uma vida de verdade. 
Mas sempre havia um obstáculo no caminho, algo a ser ultrapassado antes de começar a viver, 
um trabalho não terminado, uma conta a ser paga. aí sim, a vida de verdade começaria. 
Por fim, cheguei à conclusão de que esses obstáculos eram a minha vida de verdade.
Essa perspectiva tem me ajudado a ver que não existe um caminho para a felicidade. 
A felicidade é o caminho! Assim, aproveite todos os momentos que você tem. 
E aproveite-os mais se você tem alguém especial para compartilhar,
especial o suficiente para passar seu tempo; e lembre-se que o tempo não espera ninguém. 
Portanto, pare de esperar até que você termine a faculdade; até que você volte para a faculdade; 
até que você perca 5 kg; até que você ganhe 5 kg; até que seus filhos tenham saído de casa; 
até que você se case; até que você se divorcie; até sexta à noite até segunda de manhã; 
até que você tenha comprado um carro ou uma casa nova; 
até que seu carro ou sua casa tenham sido pagos; até o próximo verão, outono, inverno; 
até que você esteja aposentado; até que a sua música toque; 
até que você tenha terminado seu drink; até que você esteja sóbrio de novo; 
até que você morra; e decida que não há hora melhor para ser feliz do que agora mesmo... 
Lembre-se: felicidade é uma viagem, não um destino.

By Henfil


8 de janeiro de 2013

À dois...













Sensual e Oral...


Primeiro a tua língua molha o meu
coração, num vagar de fera. Estendo
aurículas e ventrículos sobre a mesa, entre
os corpos, que desaparecem. Não há mais
ninguém no bar cheio de gente. Abres-me agora os
pulmões, um para cada lado, e sopras. Respiras-me.
O lazer das tuas palavras rasga-me o lobo
frontal do cérebro. A tua boca abre-se e fecha-se,
fecha-se e abre-se, avançando
por dentro da minha cabeça. As minhas cidades
ruem como rios, correndo para o fundo dos teus olhos.
O tempo estilhaça-se no fogo
preso das nossas retinas. O empregado do bar
retira da mesa o nosso passado e arruma-o na vitrine,
ao lado dos exércitos de chumbo.
Entramos um no outro,
Abrindo e fechando as pernas
Das palavras, estremecendo no suor dos
Olhos abraçados, fazendo sexo
Com a lava incandescente dessa revolução
Imprevista a que damos o nome de amor.


31 de dezembro de 2012

Feliz 2013...

Desejo a todos os leitores e leitoras
um lindo início de ano
que nesse ano vindouro
o amor resplandeça em toda
sua glória
que o desejo ardente de fazer
de cada momento romântico
um momento único se concretize
que todo o prazer seja desfrutado
com carinho e ternura
que cada vez que seu corpo
sentir o toque do amor e do desejo
seja de uma forma inesquecível.
Agradeço muito por esse ano que passou
mas agradeço ainda mais pelo que virá
Que todos vocês leitores assíduos ou
esporádicos possam estar cada
vez mais satisfeitos com as postagens
pois eu faço com carinho e pensando
sempre em transmitir com muito sentimento.
FELIZ 2013 a todos nós!!!




 

30 de dezembro de 2012

Casais Sensuais...








Fogosa...


Provoque-me.
Sacie minha sede.
Domina-me.
Joga-me em sua rede.

Desfaça os laços.
Solte os botões.
Envolva-me em seus braços.
Vibre meus tendões.

Beije meu cabelo.
Morda minha boca.
Deixe-me mordê-lo
E arrancar sua roupa.

Toque-me.
Sacie minha libido.
Beije-me.
Arranque meu vestido.

Desfaça os pudores.
Solte seus desejos.
Envolva-me em seus lábios tentadores.
Vibre com meus beijos.

Beije meu umbigo.
Morda meu pescoço.
Deite-se comigo.
E arranque o meu gosto.

Suga-me.
Sacie sua fome.
Preencha-me.Grite o meu nome.



25 de dezembro de 2012

Satisfazendo a mulher...


Como satisfazer a sua mulher: 

Dicas de sucesso para os homens

Satisfazer sexualmente uma mulher exige dedicação e entusiasmo. Elas têm necessidades sexuais muito diferentes dos homens que geralmente ignoram. O que você já viu no cinema e técnicas infalíveis de seus melhores amigos quase nunca coincidem com a realidade.

A primeira coisa a saber é que o clitóris é o segundo órgão sexual mais importante da mulher, depois do cérebro. Não devidamente estimulado terminará provavelmente em um ato sexual falho. Para evitar isso, o melhor é aproveitar o tempo para localizar e identificar a formação da abertura de lábios e vaginal onde ele se encontra.

Dado o ponto anterior, deve-se prestar atenção em como você desenvolve a relação sexual. Não há necessidade de procedimento e/ou professor, mas existem várias dicas altamente recomendadas.


Uma boa maneira de começar é despertar uma mulher com beijos apaixonados, você deve manter durante todo o ato, auxiliando a atingir o clímax. Mas isso não significa que você deve ir de beijar a penetração diretamente. Existe um ato chamado preliminar, uma de minhas favoritas por sinal.

Isso vai ajudar a lubrificar a mulher, preparando-se para a penetração. Isso também irá incentivá-lo a ler este artigo sobre as preliminares.

Nesta fase você deve passear por todo o corpo dela e as zonas erógenas, como as orelhas, pescoço, boca, mãos, costas, coxas, virilha, etc. Se você quiser pode estimular manualmente o clitóris e ter a certeza que ela está bem lubrificada, caso contrário, ela vai ter uma grande dor. Mas saiba que o clitóris é um órgão muito sensível e não deve ser tocado diretamente.

Ao receber o sexo oral, não force a cabeça da outra pessoa para o seu membro, ou introduzir o seu pênis em sua boca, de repente, tudo isso acaba por subtrair pontos. Ao dar sexo oral a uma mulher, lembre-se novamente que o clitóris é muito sensível, portanto, não vá diretamente para ele, começa a beijá áreas circundantes. Lembre-se que o sexo oral dá grande prazer às mulheres, e se você fizer isso com dedicação pode dar orgasmos intensos e acredite é maravilhoso.

Quando terminar as preliminares mas antes de ir para a penetração, você deve garantir que a vagina está bem lubrificada. Não pense que penetrando rapidamente a mulher vai fazê-la atingir orgasmo mais rápido. Isto é completamente errado: você deve tentar diferentes velocidades, profundidades e posições.

Se uma mulher tem dificuldade para atingir o orgasmo, são recomendados posições onde ela está em cima, a púbis masculina fornece estimulação do clitóris. Por outro lado, é importante ter uma boa comunicação com o seu parceiro sobre sexo, não há nada errado em debater sobre desejos e fantasias. É importante levar em conta esses dados para que o sexo não se torne uma rotina, sempre alimentando o desejo.


Finalmente, o sexo anal, muitas vezes leva várias sessões para fazê-lo bem e não causar dor para a mulher. Observe que você deve usar lubrificantes e estar muito atento aos sentimentos que ela irá se passar, para saber se deve continuar ou deixá-lo para mais tarde.


Natal com amor e desejo...

Festa, paz, troca de presentes. Este tempo é sublime para você e toda sua família, E um momento de reflexão, Leio e releio em meu coração tudo que fiz e vejo que poderia ter feito muito mais. Isso me traz grandes perspectivas de crescimento para 2013 e vou pedir sempre a DEUS para zelar pela minha fé e que nunca se acabe. Neste ano que vai iniciar, vamos dar um pouquinho mais de nós para os nossos irmãos, Amemos o próximo e sejamos uma comunidade de alegria, amor, amizade, honestidade, Tendo um novo caminho a trilhar. Que o Amanhã seja sempre próspero e que sejamos felizes. Que haja Lealdade, discernimento e um trabalho profícuo para todos nós.


23 de dezembro de 2012

Tesão 3...


Como não te amar
Se tudo que sonho está em você
Como não te desejar
Se só você sabe onde me tocar
Me ame na sua realidade
Realidade que os sonhos alimentam
Me deseje em sua plenitude
Onde te toco e nasce teu tormento
Me purifica a alma o teu amor
Te desejo tanto, e o tanto é pouco
Estais em tudo, te sinto, te toco
Me quedo triste... Suspiro rouco!
Volte a sorrir por um momento
Meu amor é teu neste instante
Envolva-me no teu aconchego
Sinta meu cheiro embriagante
Põe no tato nosso gozo profundo
Se entrega à nossa luxuria profana
Me ama, feche a porta do mundo
Cede os sentidos à mão de quem te ama
No tato, na pele, no paladar
Com desejos insanos e luxuria profana
a mão de quem ama navega
o corpo coberto em chamas




Amor proibido...

AMOR PERFEITO,
AMOR VERDADEIRO,
AMOR DURADOURO,
AMOR INVENCIVEL,

AMOR QUE NOS DA FORÇA,
AMOR QUE NOS ENCORAJA,
AMOR QUE NOS TRAZ FELICIDADE,
AMOR INSUPERAVEL,

AMOR QUE VENCE BARREIRAS,
AMOR QUE NOS INCENDEIA,
AMOR QUE NOS FAZ PERDER O JUIZO,
AMOR INSENSATO,

AMOR QUE NOS PREENCHE,
AMOR QUE NOS CONVENCE,
AMOR QUE NOS FAZ SENTIR,
AMOR QUE NOS FAZ VIVER,

AMOR PROIBIDO QUE,
E IMPOSSIVEL NO MUNDO REAL,
E POSSIVEL NO MUNDO DOS SONHOS,
ONDE PERMANEÇO VIVO,
POIS MEU AMOR E PROIBIDO.



8 de setembro de 2012

Alianças...


Os egípcios, por volta de 2.800 a.C., já usavam um anel, o qual poderia ser de diferentes materiais, para simbolizar o laço matrimonial. Para eles, um círculo, não tendo começo nem fim, representava a eternidade à qual a união se destinava.
Cerca de 2.000 anos depois, os gregos acrescentaram o magnetismo recém descoberto à simbologia egípcia. Como eles acreditavam que o terceiro dedo da mão esquerda possuía uma veia que levava diretamente ao coração (veia d'amore), passaram a usar nele um anel de ferro imantado, para que os corações dos amantes permanecessem para sempre atraídos um pelo outro. Assim, o costume foi adotado pelos romanos e o Vaticano a partir do século IX oficializou o uso da aliança como símbolo de união e fidelidade entre casais cristãos.
As primeiras alianças eram de ferro pelo motivo já descrito anteriormente, as de ouro e pedras preciosas, como as que conhecemos hoje, tornaram-se mais comuns entre os nobres da época Medieval. Considerando-se essa tradição de fidelidade e magnetismo, os escoceses costumam afirmar que a mulher que perde a aliança está condenada a perder o marido.
Já o anel de noivado foi introduzido no ano 860, por decreto do papa Nicolau I (858-867), que o instituiu como uma afirmação pública obrigatória da intenção dos noivos. "A aliança passa da mão direita para a mão esquerda para representar a aproximação do compromisso definitivo. Do lado esquerdo, ela fica mais próxima do coração", afirma o padre Eduardo Coelho, da arquidiocese de São Paulo. Costuma ser de prata e ter gravado dentro o nome dele e dela e a data do início do namoro.
A explicação chinesa para o uso da aliança no quarto dedo da mão esquerda é no mínimo curiosa. Ao se juntar uma mão a outra como se fosse rezar com os dedos retos e com os do meio dobrados pra dentro, fazendo-os ficarem grudados por dentro das suas mãos, nessa posição será possível separar todos os dedos, menos os quartos dedos.

Cada dedo da mão, segundo a cultura chinesa, representa um membro da família: Polegar - representa os pais, Indicador - representa os irmãos, Médio - representa você, Anelar - representa o companheiro, Mínimo - representa os filhos. O polegar pode ser separado, pois você ao casar-se separa-se dos pais. Os irmãos e os filhos um dia também vão se separar de você, pois casarão e terão suas próprias famílias. Assim o indicador e o dedo mínimo também podem se separar. No entanto, o quarto dedo, ou seja, o anelar, onde está a aliança de casamento, não se separa, simbolizando a união indissolúvel do casal.


27 de agosto de 2012

Quando o amor chega...

O amor quando chega nos invade, acolhe, aconchega, nos faz brilhar... apesar de tanto desejar e esperar por ele, nem sempre somos abençoados com nobre sentimento! Mas quando chega, verdadeiramente, nos sentimos assustados, não sabemos o que fazer. Se é que deve ser feito algo... só conseguimos saber que sentimos algo forte, muito forte! O que é isso? nos perguntamos, tão diferente do que já senti!... pensamos! Não é por ser diferente que é errado ou com menor valor, apenas é diferente daquilo que conhecemos, mas talvez por isso mesmo seja algo tão assustador. Mas ao mesmo tempo é bom, tranqüilo, parece que liberta; muito diferente daquele sentimento que damos o nome de amor, quando na verdade está muito mais para apego, posse, atração, desejo, prisão.

Só depois que ele – amor - chega é que reconhecemos a sutil diferença ao que sentíamos e um dia demos o nome de amor, e ao que é amor realmente. Para nomear um sentimento com esse nome, ele deve ser muito nobre, o que em nada combina com ciúmes, agressões, insegurança, infidelidade, controle, manipulação, brigas constantes, entre outros! Não, o amor não traz nada disso, ele traz exatamente o contrário: paz, segurança, tranqüilidade, harmonia, crescimento mútuo, confiança, cumplicidade, enfim, aquilo que sempre desejamos ter, mas enquanto não for amor de verdade, dificilmente conseguiremos conquistar, por mais que o desejemos.

Mas por qual motivo é tão difícil encontrar o amor verdadeiro? Tudo começa com a falta de amor por nós mesmos, que geralmente vem associada à baixa auto-estima. Ou seja, se não reconhecemos nossos reais valores, como podemos nos amar? E como saber de nosso valor enquanto pessoa se nem todos se dão ao trabalho de se conhecerem? Dificilmente, alguém ama quem não conhece, ou ainda, quem não se dá o devido valor.

Isso nos faz chegar à conclusão que sem nos conhecermos, e em conseqüência nos amarmos - pois o amor vem do conhecimento, admiração, que se tem por outra pessoa ou por si mesmo - não conseguiremos verdadeiramente amar alguém ou permitir que tal amor chegue até nós!

Sem nos conhecermos, não sabemos quais são as necessidades emocionais que temos, as quais não deixam de existir por não as reconhecermos. Elas muitas vezes são responsáveis por nossas expectativas frustradas, escolhas erradas, repetições de padrões que não mais desejamos viver, pois muitas vezes esperamos que nosso companheiro venha a suprir tudo aquilo que necessitamos desde crianças e que não fomos correspondidos. Com isso tendemos a idealizar o outro, vendo nele aquilo que gostaríamos que fosse e não quem ele é na realidade. E conforme ele vai se mostrando a nós, sentimos como se tivéssemos sido enganados. Mas será que fomos mesmo enganados ou sequer nos demos tempo para saber quem é essa pessoa que deixamos entrar em nossa vida, sem pedir licença, e colocamos nosso coração e nossa vida totalmente em suas mãos? Geralmente, vemos o outro como um ideal e não como real.

Resumindo: a falta de amor-próprio, a baixa auto-estima, as necessidades emocionais não reconhecidas, geralmente causadas pela falta de autoconhecimento, somada às idealizações, expectativas, carências, histórico de vida, podem comprometer nossos relacionamentos e dificultar o encontro com o verdadeiro amor. O que, no fundo da alma, é o que todos buscamos.

Portanto, devemos realizar toda essa caminhada de autoconhecimento para depois nos permitirmos nos envolver com outra pessoa, o que raramente as pessoas fazem. Elas querem alguém que não as façam se sentir sozinhas e, nessa busca, muitas vezes se encontram mais sozinhas do que antes. Por medo de ficar só envolvem-se com pessoas cujo relacionamento traz apenas sofrimento.

Mas como reconhecer se o que sinto é amor? você deve estar se perguntando... Para reconhecê-lo é preciso ter um mínimo de autoconhecimento, pois do contrário estará vulnerável a considerar toda pessoa que vier a conhecer e/ou se relacionar como uma possibilidade de vivenciar o amor, podendo assim facilmente confundir apego, posse, atração, com amor. Fará isso porque irá sobrepor suas carências, sem respeitar suas reais necessidades, que muitas vezes está muito distante de serem supridas por esse pessoa. Claro que devemos considerar que ninguém supre as carências de ninguém, mas sempre queremos uma pessoa que seja carinhosa, compreensiva, amiga, enfim, que tenha valores semelhantes aos nossos, mas ignoramos isso e nos envolvemos sem o menor conhecimento do outro, em conseqüência da falta de conhecimento de nós mesmos, assim nos tornamos dependentes emocionais. Sim, não podemos saber isso sem dar o mínimo de chance para conhecer o outro, mas quantas vezes não entramos num relacionamento sem sabermos muito bem sequer o que queremos?

Como encontrar alguém que lhe faça feliz se nem você mesmo o sabe? Como conhecer alguém se você mesmo não se conhece? Como não repetir padrões se nem sabe quais está repetindo? Sim, o autoconhecimento se torna importante até para iniciar um relacionamento, portanto, procure se conhecer mais, saber o que é importante para você no relacionamento afetivo, tenha referência de como seria o relacionamento ideal para você, ainda que ele não seja exatamente igual, ao menos saberá o quanto está perto ou distante do que deseja realmente para sua vida.

27 de julho de 2012

Quando você...

Quando você encontrar sua princesa
Aquela que te encanta a cada dia
Que te faz correr atrás de aliança de casamento
Que te faz escrever cartas e enviar pelo correio
Aquela menina mulher linda que faz 
Você a desenhar em uma folha de papel
Tentar pelo menos passar em uma folha
Toda a beleza feminina
O rosto tão belo
O semblante tão magnífico
Quando você encontrar essa preciosa pessoa
Que é perfeita para você
Fiel, verdadeira, possui uma linda fé, magnífica
Simpática, carinhosa, honrada, nobre, amiga, amante,
noiva, esposa, mãe e companheira.
Quando você encontrar uma mulher assim
Que te faz ficar horas ao telefone
Que te deixa doidin demais da conta sô
Quando você encontrar essa mulher
Você pode se considerar uma pessoa de sorte
Abençoada pois esse é um presente divino
Eu encontrei e você...


TE AMO